Buscador

A guitarra «española» e o seu efeito na Galiza (3)

Disco «La guitarra española», de Narciso Yepes © 1964 by Zafiro
É no último terço do século XX quando se produz o cúmulo da promoção espanhola, principalmente através da indústria discográfica.A evolução e desenvolvimento da expressão guitarra española por esta indústria, desde a década de 1970, é notável e supera com muito todas as anteriores manifestações que, se bem abundantes, em comparação dão a impressão de pingas ao longo da maior parte de décadas do século XX.

Un Beethoven ibérico, dos siglos de transferencia cultural

Un Beethoven ibérico © 2021 by Comares Música
Habrá quienes quieran matar a Beethoven, desmontando pieza a pieza su figura y su obra hasta desposeerlo de significado y trascendencia, o diluirlo en el océano de información rápida e irrelevante en el que vivimos, pero sigue habiendo personas que disfrutan, y mucho, con su música.

A guitarra «española» e o seu efeito na Galiza (1)

Guitarra hitita, ano 3300 antes da nossa Era © by blogspot.com
Por motivos diferentes dos musicológicos, é comum vermos associados aos nomes dos instrumentos alguns adjetivos de procedência ou de identidade que, por erro, são modernamente tomados como de origem (english guitar, viola francesa, chitarra francese, guitarra española, guitarra portuguesa).

Sira Hernández recuerda a Ángel Crespo en "Iniciación a la Sombra"

Portada de "Iniciación a la Sombra" © Naxos
El 18 de julio de 2021, el poeta y ensayista cumpliría 95 años.Catedrático de Literatura Comparada, además de por su extenso poemario, le recordamos por sus traducciones de La Divina Comedia de Dante y de la poesía de Pessoa.

A virtuosa bandurrista Miss Zaida na Galiza (1884-1902) (1)

O odor das romãs © 1899 by Zaida Ben Yusuf
De setembro a dezembro de 1887, Miss Zaida e Mr.Jacobet tocam muito nos cafés do Ferrol, Compostela, Ponte Vedra e Lugo.Em ocasiões continuam a colaborar com o mundo do espetáculo, em associação com o prestidigitador César P.

Délio Gonçalves: ando sempre à procura de novas linguagens, de novos territórios para explorar

Délio Gonçalves con la Banda da Armada de Portugal © 2021 by Banda da Armada de Portugal
Como resultado do COVID19 perderemos muitos artistas e agrupamentos artísticos, que não vão conseguir resistir aos efeitos perversos desta longa paragem.Muitos já desistiram e mudaram o rumo das suas vidas para poder viver ou sobreviver.
Portugal
12/05/2021

Astor Piazzolla y Ennio Morricone en el concierto del V Centenario de Magallanes

Fernando de Magallanes © Dominio público / Kunsthistorisches Museum, Wien
El Día de la Marina de Portugal reunió a virtuosos artistas originarios de los territorios recorridos por Magallanes en su accidentada, dramática y peligrosa travesía interoceánica: la bandoneonista Carla Algeri (Argentina), la solista de pipa Lu Yanan (China), el guitarrista portugués Pedro Baptista, y la cálida voz de la cantante portuguesa Dulce Pontes.

Avelina Valladares Núñez

Avelina Valladares: «La soledad» © 2021 by Isabel Rei Samartim
Foi com catorze anos de idade, durante a estadia da família em Lugo, quando Avelina Valladares (1825–1902) começou a estudar música, possivelmente, na guitarra.Os seus primeiros poemas foram compostos aos dezoito.

O Biedermeier galego. José Dionísio Valladares

Íncipit do Vilancico galego para voz e guitarra, f. 106r da coleção Valladares. © 2021 by Isabel Rei Samartim
José Dionísio Valladares Gómez nasceu no lugar de Fontão, na paróquia de Santa Maria de Graba, concelho de Chapa, comarca de Trás-Deça, em 23 de junho de 1787 e morreu em Vilancosta, paróquia de Berres, concelho da Estrada, comarca de Taveirós, em 24 de março de 1864.

Fundos galegos de música para guitarra (2)

 Cartel de Canuto Berea y Cia © by Dominio Público
Em 1853 publica-se A gaita galega do violinista e guitarrista João Manuel Pintos Villar, petrúcio duma família ilustrada da Ponte Vedra que entesourou o fundo musical e guitarrístico mais importante dessa época.
Publicidad