Buscador

O fundo guitarrístico de Javier Pintos Fonseca (4). As partituras

Sonatas de Beethoven sobre o piano da casa de Samieira © Arquivo do Museu de Ponte Vedra
Fica por aqui a relação de amizades, ligações, obras e vida musical de Javier Pintos Fonseca, um dos nossos guitarristas e intelectuais mais completos e prolíficos, cuja influência na Ponte Vedra foi fulcral e o grande motor da vida musical da cidade.

O fundo guitarrístico de Javier Pintos Fonseca (3). As partituras

Retrato de Andrés Segovia por Manuel Quiroga © by Museu da Ponte Vedra
A música galega de Parga não chegou a publicar-se e desconhecemos onde poderá estar à nossa espera.Supomos que estaria na sua intenção publicar as obras galegas, que cremos também virtuosísticas, de grande formato e cheias de matizes.

O fundo guitarrístico de Pintos Fonseca (2). A música e as guitarras

Orquestra Samartim, com Pintos no centro de pé © by Marina Pintos-Fonseca / Museu da Pontevedra
A veneração de Javier Pintos por Beethoven é algo digno de comentário.Algumas das sonatas contêm longas e eruditas indicações de Pintos anotadas nas margens, sintoma de ter aprofundado no seu estudo.

O fundo guitarrístico de Pintos Fonseca (1). A Filarmónica da Ponte Vedra

Escudo dos Fonseca na Casa de Samieira © 2021 by Isabel Rei Samartim
O último dia do ano 1924 a Sociedade Filarmónica da Ponte Vedra anunciava o primeiro concerto na Galiza de Andrés Segovia.Na quarta-feira, 31 de dezembro teria lugar um programa dividido em três partes: Na primeira incluíam-se uma Sonata de Carulli, umas Variações de Sors, um Estudo de Tàrrega e uma Canção popular mexicana de Ponce, dedicada a Andrés Segovia.

As orquestras de plectro (2)

Entrudo de 1931 en Mugia © 1931 by Foto Caamaño
A febre das orquestras de guitarras era total na Corunha.Algum destes agrupamentos tem sido qualificado de "monstro" por integrar dezenas de intérpretes com os instrumentos "guitarras, guitarrones, bandurrias, cítaras, bandolones, octavinos y bandolines" (El Lucense, 1891).

As guitarras de Rosália Castro

Rosalia Castro ca 1865 © Dominio público / Foto de Maria Cardarelly
Então Rosália pegou na sua guitarra inglesa e tocou para o menino a barcarola da ópera A Estrangeira de Bellini.O menino chorou pela beleza que saía dos dedos de Rosália e ela pensou que estava diante de um potencial talento para a música.

Parga, um guitarrista galego de máximo nível europeu (2)

Juan Parga Bahamonde © Arquivo do Museo de Ponte Vedra
Desde o Pacto de El Pardo (1885) informalmente realizado entre os presidentes Cánovas (Partido Conservador) e Sagasta (Partido Liberal), o governo do Estado foi distribuído coordenadamente entre os dous partidos, inaugurando assim o turnismo, ou pacto de governo para favorecer a sucessão monárquica.

Parga, um guitarrista galego de máximo nível europeu (1)

Juan Parga Bahamonde © Arquivo do Museo de Ponte Vedra
Todas as obras que se conhecem de Parga caracterizam-se pelo seu virtuosismo, não unicamente no desempenho técnico do instrumento, mas também nos pormenorizados e numerosos matizes, expressões e imagens visuais para transportar ao intérprete o universo sonoro do autor.

O compositor, guitarrista e barbeiro ourensano Ramón Gutiérrez Parada (1874-1945)

Ramón Gutiérrez Parada (Ourense, 1874-1945) © 2021 by Isabel Rei Samartim
Ramón Gutiérrez Parada foi um dos compositores a participar do movimento de criação de música galega no primeiro terço do século XX.Travou amizade com a Federazione Mandolinistica Italiana, a cujos concursos de composição enviou várias obras.

As guitarras de Cee. Francisco e Concepción González

Etiqueta da guitarra de F. González de 1876 © by Guitar Salon International
Francisco González Estévez foi um visionário que, metido à construção de instrumentos, conseguiu o prémio internacional mais importante da época para a guitarra: O concedido pela Segunda Exposição Universal, realizada no Campo de Marte, em Paris, em 1867.
Publicidad