Buscador

Guitarristas da Galiza na emigração (3)

José María Varela Silvari © Dominio público / Wikipedia
O Centro Galego de Montevideu tinha começado já no mês de janeiro de 1880 por todo o alto organizando a sua primeira tuna, a Estudantina Galaica com 45 intérpretes com vestimenta de tunos.

Guitarristas da Galiza na emigração (2)

Música prohibida de Juan Alais © 2024 by Isabel Rei Samartim
O elemento mais importante em torno do que girava a vida musical guitarrística em Buenos Aires entre 1870 e 1900 é a loja-armazém, escola, editora, oficina de construção e salão de música do baixo-minhoto Francisco Nuñez Rodríguez, a Casa Nuñez, mais tarde conhecida como Antiga Casa Nuñez.

Guitarristas da Galiza na emigração (1)

Escudo do Centro Galego da Havana, 1879 © Dominio público / Wikipedia
O presente artigo oferece um repasso pelas notícias que recolhemos de guitarristas que tocaram nalgumas Casas da Galiza e outras associações de gentes galegas em Cuba, Argentina, Brasil e Uruguai, sedes dos primeiros Centros Galegos.

A guitarra “española” strikes again

Isabel Rei Samartim com um dos três volumes da tese "A guitarra na Galiza" © 2020 by Isabel Rei Samartim
De acordo com uma resolução publicada no B.O.E.a guitarra non é "galega", tampouco é “basca” nem completamente “castelhana” ou “ibicenca”.Num texto oficial não deveria haver lugar para falar do que não existe.

Ricardo Freire Blanco, o virtuoso de Cedeira (e 3)

Ricardo Freire Blanco num concerto em Montevideu © by Isabel Rei Samartim
Ricardo Freire Blanco deixou gravada no final da sua vida uma amostra da sua capacidade interpretativa numa fita cassette que ainda conserva a sua família.

Eulógio Gallego Martinez, um virtuoso da Límia (3)

Retrato de Laurent de Rillé (1828-1915) por Dragon. © Dominio Público / CC Wikipedia
A hipótese da emigração de Eulógio Gallego para a Havana explicaria a sua ausência na Hemeroteca a partir de 1905 e também a falta de referências às suas partituras que, à espera de novas informações, devemos considerar perdidas.

O ensino da guitarra na Galiza (1)

Academia de César Rivera em Vigo. Faro de Vigo, 28 de setembro de 1899 © by Isabel Rei Samartim
Neste artigo apresentamos alguns dos centros educativos galegos, financiados com fundos públicos e privados, de que temos notícia que se dava ensino de guitarra e cordofones dedilhados no século XIX.

O fundo musical do Instituto Teológico Compostelano

Seminário Maior de Santiago de Compostela © Dominio Público
Além de partituras antigas em perfeito estado e uma boa coleção de música religiosa, o fundo musical do Seminário Maior oferece pistas para o estudo das mulheres intérpretes de música em Compostela.

As escolas de música de Betanços

Agrupacion Musical Carlos Seijo em março de 2022 © 2022 by Isabel Rei Samartim
No fim do século havia em Betanços três escolas populares onde as violas/guitarras e os cordofones dedilhados tinham numerosa presença.O objetivo da fundação destas escolas era, quase sempre, a formação de um grupo musical que, normalmente, era uma orquestra de plectro.

O ensino de música na escola de pessoas surdo-mudas e cegas de Compostela

Adornos musicais nos bancos da Alameda compostelana © 2022 by isabel Rei Samartim
Manuel López Navalón estudou magistério em Madrid, onde trabalhava como Professor de Escritura no Colegio Nacional de Sordomudos y de Ciegos desde 1854.Em 1863 assume o cargo de Diretor do centro compostelano e será aqui onde realize um trabalho imenso de revolução pedagógica.
Publicidad